Como tudo começou

UMA TERAPIA QUE VIROU PROFISSÃO…

O stress do dia a dia faz que muitas pessoas procurem uma forma de dissipá-lo, o que pode ocorrer sob a forma de lazer ou sob a forma de trabalho.

             Foi o que aconteceu com Luiz Carlos Aleixo, que, em 1978, estava à beira de um colapso nervoso, devido à série de incumbências que os afazeres de sua profissão exigiam. Para não sofrer um derrame, ou ter outras complicações de saúde, resolveu começar uma atividade manual, que lhe desviasse a atenção dos problemas.

             O que fazer? Ou melhor: o que sabia fazer?

             Tinha que ser algo que nada tivesse a ver com a sua profissão de militar, e que não lhe exigisse um excessivo esforço mental, pois era justamente isso que o estava deixando transtornado.

             Verificou que alguns quadros e fotografias em casa estavam precisando de uma reforma, como a colocação de molduras ou vidros.

             Foi a partir dessa pequena aventura doméstica que tomou gosto pela coisa e começou a pesquisar as formas artesanais e criar novos modelos de molduras para quadros.

             Alguém viu e gostou. Sugeriu que aquela terapia ocupacional fosse comercializada e ele, um tanto quanto inseguro, resolveu aceitar a sugestão e procurou pessoas ligadas ao mundo das artes plásticas para verificar tal aceitação. Qual não foi a sua surpresa quando notou que fazia algo que os profissionais da área precisavam. Não deu outra. Naquele momento nascia um dos mais conhecidos e disputados moldureiro da cidade: “Seu Aleixo”, como é conhecido.

             Começou a profissionalizar-se com a aquisição de maquinário próprio e a pesquisar tudo quanto existia a respeito do assunto. “Foi nesse instante que senti que poderia unir o útil ao agradável, pois além de fazer algo que me dava prazer, descobri uma forma de aumentar o rendimento familiar”, disse Aleixo.

             Duas décadas se passaram e, hoje, a Molduraria do Aleixo é uma das lojas mais completas e conhecidas da cidade, tendo molduras, telas e todo o material necessário para artes plásticas e artesanato. Em sua loja não se confeccionam somente molduras, mas principalmente telas de todos os tamanhos e estilos, além de paineis e, o que é principal: telas personalizadas. “O artista quer criar uma marca personalizada em termos de telas, nós atendemos ao seu pedido e criamos uma especialmente para ele. E por mais que outro artista queira aquele modelo, nós não o fazemos, tendo em vista o respeito que temos por nosso cliente, que acaba se tornando um amigo. É assim que vejo os artistas que nos procuram”, enfatizou Aleixo.

             Uma das grandes virtudes de sua atividade é a de que ele trabalha com o belo, “Temos verdadeiras obras de arte que por semanas e semanas enfeitam nossas paredes. Outro ponto que deixa a gente trabalhar com alegria é o de que temos uma clientela de qualidade, que sabe o valor do trabalho que faz, e também valoriza e respeita nosso trabalho. Se eu tivesse que recomeçar, não tenham dúvidas: seria Moldureiro”, finaliza Aleixo.

Topo ↑